Ser mãe !

Descrever  o amor que sinto por meus filhos é algo impossível. Pois este amor não tem dimensões, não tem cor, não tem forma. Este amor é maleável e vai se moldando conforme as crianças vão crescendo ...
Amor de mãe é assim, sem explicação, a gente ama e ponto. Não precisa de nada em troca, simplesmente ama.

Este amor brota de uma ideia, "quero ser mãe". Pronto! Basta o desejo de ser mãe que este amor é semeado dentro de nós. Aí, quando chega a confirmação da gravidez, este amor começa a ganhar uma proporção tão grande que ao nascer este filho já é a pessoa mais amada do mundo.

E como é bom este primeiro encontro, a gente já se conhece. No primeiro encontro a gente já sabe tudo um do outro. No momento em que eles são colocados em nosso colo temos a sensação que ainda somos um só.

Como é difícil esta separação, pois não somos mais um só. A mamãe tem que trabalhar e estudar e deixá-los. Como é dolorida esta separação, ausência esta que pode ser apenas poucas horas, mas quando os olhos se encontram na despedida tudo fica mais difícil.

E como é bom ser chamada de MÃE. E quantas vezes escutamos por dia : _ Mãe! cadê meu chinelo? Mãe! tô com fome. Mãe! não acho meu caderno.

E tem também os MÃEZINHA.

Dificuldades sempre teremos, educar os filhos é uma tarefa árdua, ser mãe é ser responsável em tempo integral. Temos a missão de transmitir conhecimento e valores para moldar os filhos para ser homens de bem. E fazer tudo isso com muito amor e ternura é o que faz a diferença.

Meus filhos (príncipes) ! Não existe no mundo nada que eu ame mais do vocês. Tudo que faço é em função de vocês e em função desse amor que me move. Pois, é o amor de vocês o meu combustível que me dá energia para viver.

Muito obrigada meus AMORES: JOÃO PEDRO, ENZO LUCAS e GUILHERME
















Postagens mais visitadas deste blog

MODELO DE AÇÃO DE COBRANÇA - Novo CPC