Solidão

Quanto maior a multidão, mas me sinto só
É tanta gente que não consigo  encontrar-me
Isto mesmo,
perdi-me, e agora!
não consigo me achar
Procuro-me nos olhos de todos que passam por mim
E não vejo-me, não  encontro-me nos olhares
Então grito,
grito alto,
muito alto!
e não consigo me ouvir
Você me ouviu?

Será que estou aqui?
Se existimos através do olhar do outro...
Será que existo?
Não, não! esta aí não sou Eu.
Me perdi
Ou será que nunca existi?
Busco-me incansavelmente e...
só acho você, ela e aquele.
Onde estou?
Você me viu ?
 E agora, você me vê?
Acho que não existo mais.
Ou nunca existi!

Postagens mais visitadas deste blog

MODELO DE AÇÃO DE COBRANÇA - Novo CPC